DESTAQUE / ITAÚ

Imprimir Notícia

SEEB-MA paralisa agências do Itaú na Região Tocantina

Objetivo foi pressionar o banco a solucionar problemas, como o assédio moral e a falta de empregados.

21/06/2017 às 11:54
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Diretores do SEEB-MA paralisaram nesta quarta-feira (21/06) as agências do Itaú Centro (1137) e Bernardo Sayão (7964),  em Imperatriz, e da Praça Eloy Coelho (6862), em Balsas.

O objetivo foi pressionar o banco a solucionar problemas graves e recorrentes, como o assédio moral e a falta de empregados nas agências da Região Tocantina e do Maranhão.

Para o diretor regional do SEEB-MA, Pietro Marino, o banco deveria respeitar seus empregados, responsáveis diretos pelo lucro de R$ 6,1 bilhões obtido somente no primeiro trimestre de 2017.

Assédio moral e falta de empregados

Vale ressaltar que no último mês de março, as diretoras do Sindicato, Edna Vasconcelos e Gerlane Pimenta, estiveram em São Paulo para cobrar providências da direção do Itaú.

Porém, até o momento, nada foi feito para melhorar as condições de trabalho dos bancários, que sofrem com o quadro funcional reduzido, o assédio moral, a pressão por metas e, consequentemente, com o adoecimento.

Durante a manifestação, o diretor do SEEB-MA, Cláudio Costa, ressaltou que não basta o banco contratar mais empregados. “É preciso acabar com o assédio moral, que adoece e afasta os trabalhadores, formando um círculo vicioso de falta de funcionários” – complementou.

Em conversa com o gerente regional do Itaú, Marcelo Abreu de Paula, que estava presente na agência Centro, em Imperatriz, os diretores Enock Bezerra, Marcelo Araújo, Cláudio Costa, João de Siguinez, Luiz Maia e Pietro Marino, cobraram uma solução imediata para os problemas.

Para discutir a questão, Marcelo de Paula agendou uma reunião para a próxima semana, com local ainda a definir, que contará, também, com a participação do gerente de suporte operacional do Itaú, José Luiz Perdízio.

Na oportunidade, os diretores vão entregar ao gerente regional um documento com todas as denúncias de assédio moral constatadas pelo Sindicato na Região Tocantina, exigindo o fim dessas práticas.

Durante a conversa, o SEEB-MA informou, ainda, que as paralisações devem continuar caso o banco não se abstenha da prática de assédio moral e não contrate novos empregados.

Também participaram das paralisações, a diretora Lívia Morais, em Imperatriz, e o diretor Cássio Valdenor, em Balsas. Bancário: em caso de assédio moral, denuncie ao Sindicato!

GALERIA DE FOTOS

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.