PLANTÃO / BRADESCO

Imprimir Notícia

Longe da crise o Bradesco lucra R$ 9,3 bilhões

31/07/2017 às 14:06
A+
A-

Após incorporar o HSBC, o Bradesco se tornou ainda mais gigante no sistema financeiro. O banco registrou lucro líquido ajustado de R$ 9,352 bilhões no primeiro semestre de 2017. Grana, com certeza, é o que não falta. A crise passa longe.

O ROE (retorno sobre patrimônio líquido médio anualizado) ficou em 18,2%, com elevação de 0,8 p.p. em 12 meses. O lucro foi impulsionado pela alta das receitas com prestação de serviços e tarifas cobradas aos clientes. O crescimento foi de 16,9%. A soma chegou a R$ 11,7 bilhões.

Além disso, desempenhos positivos com operações de seguros, previdência e capitalização ajudaram a elevar os ganhos. Segundo o banco, o lucro só não foi maior por conta do aumento de despesas de pessoal, que subiu 29,2% (R$ 9,4 bilhões), por conta da entrada dos funcionários oriundos do HSBC.

Mas, a verdade é que o Bradesco conseguiria cobrir os custos apenas com as receitas secundárias, que foram 23,7% maiores do que as despesas com pessoal. Além disso, a empresa tem feito o contrário. Reduzido os gastos com mão de obra.

A organização financeira acabou de abrir um PDVE (Plano de Desligamento Voluntário Especial), previsto para ser encerrado no dia 31 de agosto. O quadro de funcionários já havia sofrido redução de 4.779 postos. O número de clientes, em contrapartida, cresceu, sobretudo, após a aquisição do HSBC.  

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.