PLANTÃO / ECONOMIA

Imprimir Notícia

No Brasil, a riqueza está concentrada nas mãos de 6 pessoas

28/09/2017 às 09:41
A+
A-

Um estudo da ONG britânica Oxfam mostra como o Brasil é desigual e injusto. Apenas seis homens detêm a maior parte da riqueza do país. Juntos, têm mais fortuna do que os 100 milhões mais pobres, ou seja, metade da população que, de acordo com o IBGE, é de 207,7 milhões.

Jorge Paulo Lemann (AB Inbev), Joseph Safra (Banco Safra), Marcel Hermmann Telles (AB Inbev), Carlos Alberto Sicupira (AB Inbev), Eduardo Saverin (Facebook) e Ermirio Pereira de Moraes (Grupo Votorantim) têm, juntos, uma fortuna de US$ 88,8 bilhões ou R$ 277 bilhões.

Para se ter ideia, se os seis bilionários gastassem R$ 1 milhão por dia levariam 36 anos para acabar com a fortuna. Enquanto isso, cerca de 23% dos brasileiros, segundo o relatório, têm de rebolar para viver com um salário mínimo de R$ 937,00. Sem falar os milhares de trabalhadores submetidos a remuneração ainda menores.

A Oxfam faz ainda uma análise da desigualdade de gênero e raça. As mulheres só terão o mesmo salário que os homens em 2047. Para os negros, a discriminação é ainda mais penosa. A remuneração deles só será equiparada a dos brancos em 2089.

Segundo o estudo, até 2014, o Brasil avançou muito, graças aos programas de inclusão social, como o Bolsa Família. Mas, ainda está muito longe de reduzir as desigualdades de séculos, sobretudo porque não tem como política prioritária.  

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.