DESTAQUE / AUDIÊNCIA PÚBLICA

Imprimir Notícia

Aprovadas medidas contra o fechamento do BASA no MA

Encaminhamentos foram aprovados em audiência pública realizada nessa quarta-feira (28), na AL-MA.

29/09/2017 às 09:17
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Em audiência pública realizada nessa quinta-feira (28/09), na Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA), foram aprovados diversos encaminhamentos na tentativa de impedir o fechamento das agências do Banco da Amazônia, no Estado.

Participaram da audiência: o presidente do SEEB-MA, Eloy Natan; o presidente da AEBA, Sílvio Kanner; os deputados Roberto Costa e Bira do Pindaré; o assessor jurídico do PROCON-MA, Rodrigo Cruz; e representantes de outras categorias.

Além da aprovação de uma moção de repúdio contra o processo de reestruturação do BASA, bancários, trabalhadores e deputados decidiram enviar uma comitiva à Brasília para discutir a questão com a bancada federal, no Congresso.

O Governo do Estado também será acionado para solicitar ao presidente do BASA, que cesse o fechamento das agências do banco, no Maranhão. Até o momento, já foram fechados o PAB, do Supermercado Maciel, a unidade da Avenida Guajajaras, em São Luís, além da agência do município de Açailândia.

Já a agência de Bacabal continua funcionando por força de uma liminar, confirmada, ontem, pelo Tribunal de Justiça do Maranhão. Em seu discurso, o deputado Roberto Costa, afirmou que o fechamento da agência de Bacabal seria um desrespeito à dignidade dos cidadãos maranhenses, em especial, da região do Médio-Mearim.

Para o presidente da AEBA, Sílvio Kanner, o desmonte do Banco da Amazônia, no Estado, é resultado do desinteresse da classe política local, que – se não agir – contribuirá com o desemprego de milhões de famílias maranhenses.

Sílvio ressaltou, ainda, o desrespeito do BASA com os trabalhadores, ao não mandar representante para a audiência, o que confirma a intenção da diretoria da instituição de acabar com as atividades do banco, no Maranhão.

O presidente do SEEB-MA, Eloy Natan, confirmou as informações do presidente da AEBA ao informar que o BASA já sinaliza o fechamento das agências de Pinheiro, Alto Parnaíba e Vitória do Mearim.

“Precisamos barrar esse interesse do Governo Temer em acabar com os bancos públicos, medida que atingirá, principalmente, as pessoas mais carentes, os trabalhadores rurais, que ficarão sem crédito para produzir os alimentos que chegam à nossa mesa” – afirmou.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Primeira Cruz (STTR), Cleudismar Almeida, para Marlene Marques, presidente da Associação das Rendeiras do Município de Raposa, para José Bastos, presidente do STTR de Presidente Vargas, e para o técnico agrícola de Itapecuru-Mirim, Luís Bezerra, o fim do BASA, no Estado, representaria o fim do crédito e dos financiamentos, o que seria uma tragédia para o desenvolvimento do campo e para o povo do Maranhão.

Diante disso, o assessor Ricardo Cruz afirmou que o PROCON-MA entrará firme na luta pela manutenção do BASA, no Estado, em defesa dos consumidores maranhenses e contra o fechamento desse banco, que estimula e incentiva a economia local, ainda mais nesse momento de crise.

Por fim, o deputado Bira do Pindaré ressaltou que é preciso reagir com vigor contra esse retrocesso, mobilizando a sociedade contra o fechamento do Banco da Amazônia, o desmonte dos bancos públicos e os ataques do Governo Temer. Foi dele a proposta de apresentar uma moção de repúdio contra a reestruturação do BASA.

Contra o retrocesso e por nenhum direto a menos: vamos à luta!  

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.