PLANTÃO / ECONOMIA

Imprimir Notícia

Quase MEIO TRILHÃO de Reais para Bancos; entenda

18/04/2018 às 08:33
Auditoria Cidadã da Dívida
A+
A-

Esse foi o custo da remuneração da sobra de caixa dos bancos nos últimos 4 anos (2014 a 2017), conforme balanços publicados pelo Banco Central.

Essa benesse de quase meio trilhão de reais tem sido feita de forma ilegal e abusiva por meio de “Operações Compromissadas” realizadas pelo Banco Central com os bancos e
funciona da seguinte forma: os bancos entregam sua sobra de caixa ao Banco Central e este entrega títulos da dívida pública aos bancos. Na medida em que os bancos detêm os títulos, eles passam a ter o direito de receber remuneração por isso.

O Banco Central não pode utilizar esse dinheiro para nada, porque assume o compromisso de devolve-lo aos bancos no momento em que eles pedirem de volta. Essa operação pode durar 1 dia ou anos, o seu volume ultrapassa R$ 1,14 TRILHÃO, e custou nada menos que R$449 bilhões no período de 2014 a 2017, ou seja quase meio trilhão de reais!

As “Operações Compromissadas” existem para controlar o volume de moeda na economia, mas o seu uso distorcido (que vem esterilizando volume de recursos equivalente a quase 20% do PIB e ainda gera despesa diária com a sua remuneração com base nos juros mais elevados do Planeta) tem provocado escassez de moeda na economia, empurrando os juros de mercado para patamares indecentes, impedindo o financiamento de atividades produtivas geradoras de emprego e renda e empurrando o Brasil para essa crise financeira fabricada.

O PL 9.248/2017 visa legalizar essa remuneração da sobra de caixa dos bancos por meio da criação de “Depósito Voluntário Remunerado”, de tal forma que os bancos irão depositar sua sobra no Banco Central e este continuará remunerando diariamente.

Qual é a justificativa para tal remuneração bilionária aos bancos? Temos dinheiro sobrando para isso, enquanto faltam recursos para manter as universidades, os institutos federais, hospitais e demais necessidades fundamentais do nosso povo?

Além do PL 9.248/2017, a criação de “Depósito Voluntário Remunerado” está sendoembutida também no projeto de “Autonomia do Banco Central”, que o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (alvo de pelo menos 3 investigações de corrupção) anunciou que será levado diretamente ao Plenário dia 10/04/2018, sem passar pelas comissões temáticas da Câmara.

Exigimos que os(as) Parlamentares se pronunciem sobre essa tentativa de legalização dessa abusiva renumeração da sobra de caixa dos bancos que custou quase meio trilhão de reais à Nação nos últimos 4 anos! 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.